“ Desta vez será diferente, um lugar diferente, será uma viajem que você jamais esquecerá..  Te prometi que gostaria, mas hoje em dia pare...


Desta vez será diferente, um lugar diferente, será uma viajem que você jamais esquecerá.. Te prometi que gostaria, mas hoje em dia parece tão difícil agradar-te. Estamos sem rumo em um veleiro, é tão suave o jeito que ele “caminha” pelo mar que parece que estamos pairando sobre ele. Você está encarando o sol, não é normal alguém conseguir ou querer encarar o sol, mas você é claro, sempre encarando algo que odeia em sinal de protesto. Acho que percebeu o jeito que estou a te olhar, está inquieta, cruza e descruza as pernas assim demonstrando o quanto não gosta de ser observada, olha pro lado, joga o cabelo e volta e meia comenta sobre o calor, sobre o tempo, e me olha com expressão de “tem certeza que não estamos perdidos?”. Você detesta o calor, mas adora água.. você estranha às vezes, e penso que isso é o que me faz amar-te. Sabe, eu não me importaria nem um pouco se os ventos acabassem mudando o nosso rumo, nos levando à uma ilha deserta, apenas com suprimentos que nos permitissem viver, pois se eu tivesse você, teria tudo o que eu preciso para viver feliz e até agradeceria aos ventos por terem nos levado até lá.. Mas você com certeza detestaria, enlouqueceria, talvez você queira visitar Acapulco, ou Miami. Ou talvez iria preferir Paris ou então Veneza, aonde teria muito o que fotografar tudo e todos, até a si mesma, fotogênica do jeito que és. Você é a beleza em pessoa, elevada ao quadrado, com todo o respeito. Irritante às vezes, porém minha e contigo não estou me importando para onde os ventos e o mar nos levem. Provarei que mesmo estando apenas eu e você, não estaremos sozinhos. Sua presença sempre esteve comigo. No balanço dessas águas profundas, o horizonte infinito ao longe me faz refletir nos momentos que estive sozinho. Quando você deixou-me à sorte quando eu mais precisava de você. Nunca quis afastar-me de você, o que eu queria na verdade era você ao meu lado para todo o sempre. Mas senti-me sozinho, abandonado. Você permitiu que outra mulher se aproximasse de mim, e o que eu mais queria era que você assumisse a posição de defesa daquilo que eu acreditava que fosse seu, eu. Você, para meu desespero, não moveu-se. Deixou que alguém me ganhasse. Quando eu esperava que você lutasse por mim, provando à todos que me amava e que meu destino era você. Vejo você ali olhando para o nada, e meu coração bate em ritmo descompassado com a sensação de quem você ama é outro, e por tal permitiu que eu fosse embora com outra quando a minha vontade era apenas ir com você. É certo que vieram me falar, sim, que você me amava. Mas quem eu queria que viesse me falar não veio, você. Eu esperava que você viesse me socorrer da situação na qual eu estava entrando, de tudo que estava me atormentando.. os pensamentos, as lembranças amargas do tempo de solidão. De pronto parece que você percebeu o quão eu estava longe, na verdade até concordo que qualquer um perceberia, pois eu estava parado, olhando pro nada sem foco algum. Não ouvi teus passos calmos se aproximando de mim, mas senti quando teus braços quentes abraçaram minha cintura, e num sussurro disseste-me “acho que chegamos amor”. Bom, eu não tinha certeza de onde havíamos chegado, porém pelo sorriso que vi em teu rosto quando lhe olhei, com certeza era o lugar certo.. certo para ser uma viajem inesquecível.”
— Uma viajem inesquecível  - texto em parceria com J. Eloy

You Might Also Like

0 recadinhos

Solta o verbo meu jovem.

Flickr Images