“ Ainda há um pouco de sentimento, mesmo que pouco, porém há.  Não sei se devo, mas à essa altura acho que nem me importo mais com o que d...


Ainda há um pouco de sentimento, mesmo que pouco, porém há. Não sei se devo, mas à essa altura acho que nem me importo mais com o que devo ou não dizer. Enfim, eu ainda sorrio vendo tuas fotos, vendo teu sorriso. Ainda sei quando ele é sincero, forçado ou quando serve pra esconder uma dor. Sua foto ainda é a proteção de tela do meu celular, teu nome ainda está na minha lista de contatos. Amor, eu ainda choro ouvindo nossa musica, lembro de você cantando-a pra mim. Todavia me pergunto, todos os dias, se isso tudo foi realmente uma grande mentira. Tenho que dizer, ainda fecho os olhos e é tua imagem que vem a minha mente e me faz sorrir. É como se eu ouvisse você dizendo meu nome, soletrando-o ao meu ouvido, ás vezes com humor, outras vezes com amor. Sinto falta de você interagindo, modificando minha vida. Ainda escrevo as tuas cartas, aquelas que você jamais leu. Tenho ainda esperanças de algum dia entregá-las à você, uma por uma e te ver sorrindo a ler cada palavra que escrevi, vezes chorando, sorrindo.. lembrando de ti. Sabe, tuas características sempre bateram direitinho com as minhas, eu ainda ouço gente me dizendo “vocês combinam” algumas vezes concordo em voz alta, outras vezes pra disfarçar digo “Claro que não, ele namora, sabe..”. As musicas lembram você, todas, eu me imagino ao teu lado. Ainda tento aprender tocar tua musica favorita, cantarolo-a praticamente o dia inteiro, aí me lembro de como ela ficava linda na sua voz. Seus gostos e os meus são quase iguais, curtimos rock, não gostamos muito de sair, somos sequer sociáveis, quase sempre estamos na mesma situação emocional, se entendemos por apenas um sorriso, ás vezes apenas um olhar bastava.. a gente combina tanto que eu ainda estranho o fato de não estarmos juntos. As vezes, ainda me pergunto por que não te esqueço, mesmo sabendo a resposta. Foi você quem me fez gostar das melhores coisas da vida, mudou meus maus costumes, me ensinou a viver. Praticamente tudo que sou agora, devo à você, porém isso inclui a tristeza. Mas não te culpo, te agradeço por tudo isso. Bom, tudo que falei, citei.. foi apenas uma forma um pouco mais detalhada de dizer que ainda penso em você, e acho que nunca deixei de pensar.”
— Cara, sei lá, mas acho que ainda te amo.

You Might Also Like

0 recadinhos

Solta o verbo meu jovem.

Flickr Images