Entre, porém já vou lhe precaver. Está uma bagunça.. não falo de minha casa, nem tão pouco de meu quarto. Digo que meu coração está um...


Entre, porém já vou lhe precaver. Está uma bagunça.. não falo de minha casa, nem tão pouco de meu quarto. Digo que meu coração está uma bagunça, há sentimentos e dores espalhados por todos os cantos.. muitos retalhos de amor, como podes ver. É como se um furação houvesse passado por aqui. Esta tudo tão desarrumado, me perdoe. Mas não há o que eu possa fazer.. não sozinha. É impossível reconstruir tudo o que foi dilacerado, jogado ao chão, era tudo tão frágil.. mas quem vivia aqui parece que não sabia, foi tão grosseiro, hostil. Deixou marcas, cicatrizes.. está tudo tão sujo, o solo marcado de sangue. Não sei se algum dia conseguirei reconstruir tudo isso, amenizar o estrago sem tamanho, podes crer que tudo isso foi feito por uma unica pessoa? E pensar que a unica coisa que essa mesma fez foi sair daqui sem avisar. Sem explicações, sem um adeus. Já lhe aconteceu algo assim? Um caso de abandono? Talvez entenda-me, não é só a bagunça, mas também a dor que não me deixa em paz. Será que serei obrigada à aguentá-la a vida toda? Não pode ser possível algo assim.. porém talvez eu sinta falta da dor quando ela for embora sabe, o inquilino de meu coração também me causava dor e agora veja, aqui estou me lamentando por sua partida. A dor me parece ser a unica lembrança de quem viveu aqui. De quem feriu, bagunçou e extraviou sentimentos. De quem eu sinto falta e amo. Perdão, creio que posso ter lhe assustado por esse desabafo repentino e sem sentido.. mas é que sentia falta de conversar e também precisava deixar essas palavras fluírem, elas me sufocavam sabe.. Mas enfim, seja bem vindo e não repare a bagunça.  

You Might Also Like

0 recadinhos

Solta o verbo meu jovem.

Flickr Images